Árvore de Natal do Ibirapuera é acesa com festa e música

O clima natalino se instalou oficialmente na Cidade no último domingo (06), com a inauguração da tradicional Árvore de Natal do Parque do Ibirapuera, que este ano tem 75 metros de altura, cinco metros mais que a do ano passado. O sistema de luzes, composto por um milhão de microlâmpadas, foi acionado às 20h, dando início à festa de inauguração, que teve 15 minutos de queima de fogos e várias atrações musicais. Agregada ao conceito de sustentabilidade, a árvore foi construída com material reciclado e decorada com lâmpadas de baixo consumo de energia, alimentadas por geradores com biodiesel. Ficará exposta até o dia 6 de janeiro, Dia de Reis.

“Essa é a maior árvore da história da cidade de São Paulo. E o gratificante é que começou uma espécie de competição entre as empresas quanto ao tamanho da árvore e quem ganha é a Cidade, que está muito bonita. Que tenhamos um Natal com muita alegria e um Ano-Novo com muita paz e felicidade”, disse o prefeito durante a festa.





O ator Rodrigo Faro foi o mestre de cerimônias do evento, que reuniu mais de cinco mil pessoas, segundo os organizadores, em torno da atração luminosa. O público também assistiu às apresentações do Coral do Grupo Santander Brasil, que patrocina a árvore, do grupo Afrolata e participou da ação de formar o maior coral do mundo, cantando a música Bate o Sino, que teve a letra exibida no telão. Para concorrer ao Guinness Book, os organizadores recolhiam as assinaturas entre o público. Após a iluminação da árvore, a platéia foi envolvida pela vibração do show da cantora Daniela Mercury.

Na decoração da árvore foram usados cerca de 10 mil metros de flexligths (mangueiras de luzes vermelhas e brancas), 50 mil metros de festões ecológicos verdes e dourados, 15 bolas com estrelas, duas bolas com estrelas duplas, 15 guirlandas, 21 papais-noéis, 60 estrelas confeccionadas com garrafas pets contornadas por flexlights nas cores branca, verde e vermelha, e iluminadas com diversas microlâmpadas.

A estrela do topo tem 10 metros e pesa uma tonelada e meia. Seu contorno foi feito com luzes vermelhas, com strobles brancos de 10 watts e em seu interior há um canhão de luz de 6.000 watts. O gás carbônico gerado pela decoração será compensado com a plantação de árvores na região do Vale do Ribeira, em São Paulo, pelo programa Floresta Real.

Fonte: Prefeitura de São Paulo





Deixe seu comentário