Carlinhos Brown faz show ‘Romântico Ambiente’ no Parque Ibirapuera

Há pelo menos dez anos, Carlinhos Brown não faz um grande show em São Paulo. Falta que será suprida amanhã, às 21h, quando o multi-instrumentista baiano apresentará o show “Romântico Ambiente”, no Auditório Ibirapuera. “Para mim, esse show é um retorno”, diz. “Acho que precisava voltar a me apresentar dentro de teatros. Estava precisando parar de fazer grandes apresentações, para me concentrar na qualidade musical”, completa. O show é patrocinado pelo projeto Natural Musical e terá preço popular de R$ 20 (inteira). “Para mim, ter ingresso barato é o que importa. É para isso que serve um patrocinador: para baratear os preços”.

A apresentação terá canções dos dois últimos álbuns – “Adobró” e “Diminuto” -, além de clássicos de sua carreira. O público poderá esperar por músicas como “Tantinho”, “Você Merece Samba”, “A Namorada”, “Não é Fácil” e “Argila”. O compositor será acompanhado pelos músicos Gerson Silva (guitarra e cavaquinho), André Magalhães (teclados e samples), Jelber Oliveira (teclados e baixo), Tito Oliveira (bateria), Dede Reis e Élber Barbosa (percussão).





O ano de 2012, segundo Carlinhos, será ainda mais produtivo, já que ele passou boa parte de 2011 se apresentando no exterior. Nos dias 10 e 11 deste mês, Carlinhos gravará ao vivo um DVD, em Salvador. “Quero também gravar um DVD com o Timbalada junto com o Olodum. Até hoje os dois grupos nunca tocaram juntos.”

Dentre seus outros projetos, está uma homenagem ao escritor Jorge Amado durante o carnaval do ano que vem. “Ele é o craque da Bahia. Ele fez da sua vida poesia. Já estou preparando minha homenagem. Já botei até o bigode”, brinca.

Expoente do axé music, Carlinhos Brown aproveitou para defender o ritmo que ajudou a popularizar. “As pessoas acham que axé é um ritmo para tocar apenas no carnaval e em micaretas. Há uma escassez de ideias entre os críticos”, diz.

Carlinhos Brown – Amanhã, às 21h. Auditório Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, Encontra Moema). R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Tel. (011) 3629-1075.

Fonte – Jornal da Tarde





Deixe seu comentário