Centro de Excelência do Ibirapuera abre seletiva para atletas de todo o Brasil

Jovens entre 15 e 18 anos terão a oportunidade de ingressar no projeto que revelou medalhistas olímpicos como Maurren Maggi e Aurélio Miguel. Se você compete ou conhece alguém que participa de provas de atletismo, judô e esportes aquáticos, aqui vai a dica: Centro de Excelência do Ibirapuera, projeto mantido pelo Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo (SELT), vai selecionar jovens talentos. A chance acontecerá em uma seletiva, que será realizada no dia 5 de dezembro, a partir das 8h30, no estádio Ícaro de Castro Mello do Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, em Moema.

Só serão aceitos atletas nascidos entre os anos de 1991 e 1995. As inscrições já estão abertas e serão encerradas no dia 20. Os interessados deverão se apresentar com uma cópia do RG, do histórico escolar e do currículo com resultados em competições. Os pré-selecionados serão convocados para a seletiva por carta ou telegrama, de acordo com a Federação Paulista de Atletismo (FPA), organizadora da seletiva. A apresentação para a seletiva será no dia 4 de dezembro, a partir das 14 horas, na rua Manoel da Nóbrega, 1.111, na Capital paulista.

O coordenador voluntário do Centro de Excelência da capital paulista, Nélio Moura, acredita que a realização de seletivas para garimpar novos talentos é fundamental para o crescimento do esporte. Segundo o técnico, esta é uma oportunidade única para a renovação do quadro de esportistas de ponta do País.





A técnica de arremesso e lançamentos do Centro de Excelência, Fátima Germano, acredita que a procura por um espaço na seletiva será grande. “Com a nova bolsa do Centro de Excelência, atletas de outras cidades poderão treinar em São Paulo e representar os seus próprios municípios durante as competições. Com isso, acredito que treinadores de outras localidades vão apoiar ainda mais a vinda deles para a Capital”, diz.

A treinadora deixa um recado aos aspirantes a atletas do Centro de Excelência. “Estamos procurando qualidade, determinação e vontade. Quem não tiver os três quesitos, dificilmente será escolhido. E, caso seja, não permanecerá por muito tempo no projeto. Aqui só entram e se estabelecem os melhores, aqueles com potencial inegável para ser um futuro campeão”, afirma Fátima.

O projeto

Criado com o nome de “Projeto Futuro”, o programa do Governo existe desde 1984, oferecendo apoio e estrutura a atletas do judô, dos esportes aquáticos e do atletismo. A partir de 2008, o projeto mudou o nome para “Centro de Excelência” e passou a favorecer também jovens de cidades do interior.

O programa já revelou atletas de ponta do esporte nacional, como os medalhistas olímpicos Maurren Higa Maggi (salto em distância) e Aurélio Miguel (judô). Outros nomes como Jadel Gregório (salto triplo) e Claudinei Quirino (200 metros e revezamento 4×100 metros) também deram os primeiros passos no esporte no projeto.

O Centro de Excelência apoia esportistas que se destacam, vindos de todo o País, em regime de internato e fornece, gratuitamente, treinamento técnico especializado, alojamento, alimentação, estudo em escola estadual, material escolar, acompanhamento médico e fisioterápico, tratamento odontológico, além de acompanhamento psicológico, social, nutricional e escolar.

Fonte: Secretaria Esporte Lazer e Turismo





Deixe seu comentário