Marcado para o Ginásio do Ibirapuera, espetáculo em homenagem a Michael Jackson é cancelado

A megaprodução “Forever King of Pop”, único musical autorizado pela Jackson Family Foundation, teve sua apresentação paulistana, que aconteceria no dia 13 de abril no Ginásio do Ibirapuera (zona sul de São Paulo), cancelada.

Os ingressos estavam sendo vendidos pelo site da Ingresso Rápido e custavam entre R$ 120 (arquibancada e cadeiras superiores) e R$ 600 (cadeira premium).

A produção do evento no bairro de Moema ainda não informou como será realizada a devolução do dinheiro, mas afirma que a apresentação poderá ser remarcada para outra data.

LEIA A NOTA DA PRODUÇÃO:

Informamos que o show “Forever King of Pop”, que ia realizar-se no próximo dia 13 de Abril em São Paulo, está por agora cancelado por incumprimento contratual da empresa promotora brasileira.

Nós nos vemos na obrigação desse cancelamento ao não ter as garantias necessárias para a adequada apresentação deste espectáculo e não poder cumprir por agora com o público brasileiro como merecem.





Agradecemos a toda a imprensa o apoio que nos prestou e o bom trato prestado ao senhor Joseph Jackson na sua visita a São Paulo.

Estamos convencidos que “Forever King of Pop”, o único show no mundo com o apoio da Jackson Family Foundation, estará em breve em São Paulo e no Brasil e será o êxito que é na Europa.

SOBRE O MUSICAL

Homenagem ao cantor Michael Jackson (1958-2009), o espetáculo, dirigido pelo espanhol Carlos López, já passou por três continentes e foi visto por quase 1 milhão de pessoas. Após São Paulo, a produção segueria para outras capitais.

Fran Jackson e Manuel Alejandro Díaz Hernández interpretam Michael Jackson na montagem. Jean Paulo Campos (o Cirilo da novela “Carrossel”) seria o único brasileiro no elenco e faria participação especial como Michael Jackson mirim.

Segundo a produção, o ator-mirim tem o perfil desinibido e o talento necessários para o espetáculo.

30 atores-cantores interpretam mais de 20 clássicos do artista com orquestra ao vivo, que costuram a biografia de Jackson em duas horas e meia de show.

Fonte: Guia Folha





Deixe seu comentário