Quadrilha que ataca táxis fez vítimas em Moema

Uma quadrilha que atua na zona sul de São Paulo atacando táxis vindos do aeroporto de Guarulhos (Grande SP) fez cerca de 40 vítimas, de acordo com estimativa da Polícia Civil.

O número de casos aumentou nos últimos três meses e pelo menos 12 já foram confirmados pela polícia.

A partir das investigações, dois suspeitos foram presos neste mês. Segundo a polícia, a dupla foi reconhecida por 12 vítimas.

Um terceiro integrante foi identificado pelos policiais, e outros dois ainda são desconhecidos. Para a polícia, a quadrilha tem cinco integrantes.





De acordo com a corporação, os criminosos agiam sempre em dupla e andavam em uma Parati pelo bairro Moema, Ibirapuera, bairro Campo Belo e  bairro Vila Mariana, em busca de táxis vindos do aeroporto. Estes carros possuem identificação azul nas laterais e são de fácil reconhecimento.

A abordagem era feita quando os clientes saíam do táxi, em frente às suas casas ou em flats e hotéis.

“Eles iam em busca de estrangeiros que carregavam euros ou dólares, ou de executivos com tablets, smartphones e objetos de valor”, afirma o delegado Fabio Antonio Bolzani, do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais).

Ainda segundo o delegado, as investigações apontam que não há integrante da quadrilha atuando no aeroporto.

A reportagem não conseguiu contato com o advogado dos suspeitos.

Fonte: Folha.com





Deixe seu comentário