Mudas do Parque do Ibirapuera se espalham pela cidade

Durante a 16ª Conferência de Mudanças Climáticas, em Cancun, no México, uma campanha se destacou entre as várias que foram apresentadas por lá: a “Stop Talking, Start Planting” (pare de falar, comece a plantar), uma iniciativa de jovens estudantes preocupados com o seu futuro, que estimulam as pessoas a plantar mais.

Em São Paulo, colocar isso em prática é mais fácil do que você imagina, pelo menos em relação à obtenção das mudas. É só retirá-las, gratuitamente, no Viveiro Manequinho Lopes, no Parque Ibirapuera.

No final de 2009 foi retomada a Campanha Permanente de Incentivo à Arborização, da Prefeitura, que distribui até cinco mudas de árvores por pessoa, para ser plantada na calçada ou nos jardins de casas e condomínios. Além de garantir sombra e amenizar a temperatura no seu entorno, as árvores ainda funcionam como barreira acústica e de poeira. De janeiro à novembro deste ano já foram distribuídas 3000 unidades de mais de 20 espécies nativas, como ipês, jequitibás, sibipirunas, aroeiras, além de frutíferas como jabuticabeiras e pitangueiras.

Mas um detalhe: elas são entregues crescidas, com 2,5 metros de altura e em potes de 18 litros. “Esse é um tamanho padrão para que a muda possa sobreviver aos transtornos da cidade, mas também acreditamos que é uma forma de aumentar o comprometimento com o plantio”, diz a engenheira agrônoma da Divisão Técnica de Produção e Arborização, Carla Martim Bianco.

Para retirar as mudas, é preciso preencher um formulário informando as características do local onde ela será plantada, como a largura da calçada e a existência de fiação elétrica, para saber quais espécies são mais indicadas. Uma cartilha também é entregue com orientações sobre os cuidados com a árvore.

Verde para toda a cidade

O Parque do Ibirapuera não é só a maior área verde da cidade de São Paulo, como contribui para aumentar as áreas naturais em meio ao concreto. Cerca de 90% de tudo o que é plantado na capital sai de dentro dos seus portões, mais precisamente do Viveiro Manequinho Lopes, proveniente do programa de compensação ambiental da Secretaria Municipal do Verde.

“Cada vez que um empreendimento precisa fazer uma obra que exige a retirada de vegetação, ela precisa ser autorizada pela Secretaria. Se aprovada, é firmado um contrato de compensação ambiental, em que o construtor, entre outras coisas, deve entregar uma quantidade determinada de mudas para o Viveiro Manequinho Lopes. Elas serão usadas depois na arborização urbana e na elaboração de parques”, explica Helio Neves, assessor do Gabinete da Secretaria Municipal do Verde.

O viveiro tem capacidade para abrigar por vez até 24 mil unidades. De janeiro a novembro, já foram plantadas 115 mil mudas dentro do programa de compensação ambiental.

O atendimento para distribuição das mudas é realizado de segunda a sexta, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 15h30.
Telefone para contato: (11) 3887-6761.

Fonte: Planeta Sustentável

Mudas do Parque do Ibirapuera se espalham pela cidade
Avalie essa página





Deixe seu comentário