7 são presos por integrar quadrilha que praticava sequestros-relâmpago em Moema

A Polícia Civil de São Paulo prendeu sete suspeitos de integrar uma quadrilha acusada de praticar cerca de 50 sequestros-relâmpago na região do Brooklin, Vila Olímpia, Moema e bairro Campo Belo, na capital paulista. Segundo informações do 96º DP, outras nove pessoas já foram identificadas.

O grupo começou a ser desmantelado no dia 11 de abril, com a prisão de um jovem de 19 anos. O sétimo suspeito foi detido na manhã desta segunda-feira no bairro Parque Arariba, na zona sul de São Paulo. O titular do 96º DP, delegado Eduardo Camargo Lima, pediu a prisão temporária dos outros integrantes da quadrilha.

A polícia iniciou as investigações em função do aumento no número de sequestros-relâmpagos no início deste ano nos bairros da zona sul. O suspeito preso em abril estaria envolvido em pelo menos 19 casos. Segundo o delegado, o jovem cometia os crimes para desfrutar do dinheiro com roupas de marca e em casas noturnas.





As investigações
De acordo com a polícia, após a prisão do suspeito, os sequestros-relâmpago caíram consideravelmente na região. O delegado acredita que, com medo, a quadrilha tenha parado de agir para não chamar mais a atenção dos agentes.

Os criminosos, entretanto, voltaram a praticar os crimes na região logo depois, o que levou a polícia a identificá-los com a ajuda de imagens e depoimentos de testemunhas. O delegado titular do 96º DP disse que alguns dos envolvidos confessaram os crimes e que parte da quadrilha foi reconhecida pelas vítimas.

O jovem preso em abril teve a prisão preventiva decretada. Segundo a polícia, ele foi julgado na última sexta-feira e foi condenado a 9 anos de prisão.

Fonte: Portal Terra





Deixe seu comentário