Auditório Ibirapuera recebe espetáculo apresentado pelo Projeto Guri

O Auditório Ibirapuera recebe na sexta-feira, 13 julho, às 21h, o espetáculo Calungá – O Mar que Separa é o Mar que Une. O Projeto Guri é o programa de formação musical do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura. O nome do espetáculo tem origem africana e significa travessia por mar.

Com direção do percussionista Chico Santana, gerente artístico do projeto, a apresentação conta com Naná Vasconcelos como co-diretor e convidado especial, ao lado dos guris.

Calungá traz arranjos inéditos para as músicas do álbum Canto dos Escravos(Eldorado, 1982), o qual teve participação de Clementina de Jesus, Tia Doca e Geraldo Filme, interpretando algumas das cantigas compiladas na publicação. As releituras trazem nova perspectiva às canções, refletindo o dinamismo dessa matriz cultural.

Além de composições de Naná Vasconcelos, como “Goreé”, também entram no repertório outras canções como “Estrela no Céu é Lua Nova”, versão inédita sobre o original arranjado por Villa Lobos, e “Casa Grande e Senzala”, samba-enredo de 1956, composto na Escola de Samba paulista Nenê de Vila Matilde.

Participam do projeto 39 garotos das cidades de Cerquilho, Guareí, Ibiuna, Itú, Piedade, Pilar do Sul, Salto, São Roque e Sorocaba – todos integrantes do Grupo de Referência de Sorocaba.

Desta apresentação no Auditório Ibirapuera, serão gerados um DVD e documentário. Com formato de ensaio geral para a gravação, o espetáculo já passou por Santos, Sorocaba e São José dos Campos.





Projeto Guri – Mantido pelo Governo do Estado de São Paulo, é considerado um dos maiores programas socioculturais brasileiros e oferece, desde 1995, cursos de iniciação musical, coral, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopro, teclados e percussão. Mais de 55 mil jovens fazem aulas nos polos distribuídos por todo o estado. É administrado por duas organizações sociais ligadas à Secretaria de Estado da Cultura: pela Associação Amigos do Projeto Guri (Amigos do Guri) e Santa Marcelina Organização Social de Cultura. Além do Governo do Estado – seu idealizador – a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas.

Naná Vasconcelos – Músico recifense, desde jovem envolveu-se com os tambores nos movimentos de maracatu locais. Aprendeu a tocar praticamente todos os instrumentos de percussão, embora nos anos 1960 tenha se especializado no berimbau, instrumento de origem africana. Entre as diversas apresentações internacionais, merece destaque o Festival de Montreux, na Suíça, em 2000. Já atuou como percussionista ao lado de diversos nomes como do Brasil e do mundo. Formou entre os anos de 1978 e 1982, ao lado de Don Cherry e Collin Walcott, o grupo de jazz Codona, com o qual lançou três álbuns e possui também vasta obra autoral.

Calungá – O Mar que Separa é o Mar que Une

Data: 13 de julho de 2012
Horário: Sexta, 21h.
Local: Auditório Ibirapuera – Parque do Ibirapuera
Endereço: Rua Pedro Álvares Cabral, s/ nº, Moema
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)
Telefone: (11) 3629-1075

Fonte: Auditório Ibirapuera





Deixe seu comentário