Justiça de SP libera documento para reabrir boate Bahamas em Moema

A Justiça de São Paulo decidiu na tarde desta quarta-feira que a prefeitura de SP deve conceder licença para reabrir a boate Bahamas, em Moema, na zona sul de SP, interditada com blocos de concreto desde 2007. Por maioria de votos, uma comissão especial decidiu favoravelmente a um mandado de segurança movido pelo próprietário, Oscar Maroni, contra a administração de Gilberto Kassab (PSD).

De acordo com a decisão desta tarde, o certificado de conclusão da obra do Bahamas, conhecido como “habite-se”, deve ser concedido à propriedade de Maroni, que poderá reabrir depois de cinco anos fechada.





A casa noturna e o hotel que pertencem a Maroni foram interditados após o acidente com o avião da TAM, em julho de 2007, sob alegação de que estariam na rota dos aviões que utilizam o aeroporto de Congonhas. Polêmico, Maroni sempre creditou o fato a “perseguição política” do prefeito Kassab.

Maroni manifestou a intenção de reabrir a casa noturna o quanto antes.

Fonte: Portal Terra





Deixe seu comentário